Aliados de Célio publicam vídeo antigo de João na tentativa de responsabilizar votação obtida em Guarabira ao mariense

Célio é presidente da Comissão Provisória do PSB de Guarabira, também é secretário executivo do ODE (Foto: Arquivo/Blog do Galdino).

Numa clara demonstração de intimidar setores do Governo do Estado, aliados do secretário executivo do Orçamento Democrático Estadual, Célio Alves, publicaram neste domingo (15) um vídeo do governador João Azevêdo (PSB) avaliando a votação obtida em Guarabira nas eleições de 2018. A publicação corresponde a uma entrevista de João Azevêdo a TV Master, após a conquista do pleito. O governador eleito fez algumas referências ao mariense. Clique na imagem e veja o vídeo.

Imagem capturada da página do Facebook de Gilson Cândido, Diretor do Hospital Regional de Guarabira.

Célio é considerado um ricardista, o posicionamento dos seus aliados é uma forma de garantir sua permanência no comando das pastas do Governo em Guarabira. De quebra, os fanáticos por Célio também publicaram um vídeo do ex-governador Roberto Paulino, nele (vídeo), o emedebista avalia em 2018 que João Azevêdo não seria o candidato do PSB nas eleições daquele ano. Paulino irá conceder uma entrevista nesta segunda-feira (16) na Rádio Cultura FM. Clique na imagem e veja o vídeo.

Imagem capturada da página do Facebook de Gilson Cândido, Diretor do Hospital Regional de Guarabira.

É evidente que os comandados de Célio Alves tentam criar um mal-estar, a estratégia é afastar qualquer aproximação de João Azevêdo com a família Paulino em Guarabira. A publicação dos vídeos também é considerada como uma resposta ao chefe do executivo estadual, usando o mesmo estilo de Ricardo Coutinho, demonstrando que os votos só surgiram através do mariense e seus aliados.

Uma socialista e membro do antigo Diretório Estadual do PSB, Nana Rodrigues, fez um analise sobre a propagação do vídeo. Num grupo de WhatsApp, Nana faz um questionamento; “Porque Célio não foi capaz de fazer com quer esses eleitores de João Azevêdo votasse também nele para deputado estadual?”, argumentou Nana.

 

Recordação – 1

A estratégia de Célio Alves e de seus aliados foi revelada pelo vereador Marcelo Bandeira, em 19 de maio de 2019, durante participação por telefone no programa Paraíba Agora. Bandeira afirmou que o discurso usado pelo mariense de “quebrar a gangorra é balela”. A época, Marcelo garantiu que o posicionamento de Célio tem o objetivo de se manter no “poder” do Governo do Estado em Guarabira. Ouça.

Um funcionário revelou que Célio Alves direcionou cerca de 80% dos cargos a família do vereador Renato Meireles, ou seja, o parlamentar é responsável por indicar a maior parcela dos contratados do Governo do Estado em Guarabira. Segundo a fonte, a defesa do mariense e dos Meireles não se configura em torno do nome de João, o foco é defender os cargos que comandam na cidade.

Recordação – 2

Durante o período da intervenção do PSB que resultou na dissolução do Diretório Estadual, o presidente da Comissão Provisória do partido em Guarabira, Célio Alves, defendeu o nome de Ricardo Coutinho para comandar a sigla na Paraíba. Contudo, o mariense planejou ficar em cima do muro, no dia seguinte o ricardista tentou voltar atrás e optou em defender a permanência de Edvaldo Rosas na presidência. O resultado final, o Diretório Nacional decidiu indicar Ricardo Coutinho para presidir a Comissão Provisória do PSB na Paraíba.

Blog do Galdino