Baiano foge e polícia apreende entorpecentes que eram comercializados em Alagoa Grande

Policiais militares da 2° Companhia Independente do 4° BPM apreenderam 18 porções de substância análoga à maconha. A apreensão aconteceu na comunidade Engenho Baixinha, em Alagoa Grande, Brejo paraibano, na tarde desta segunda-feira (13). A polícia foi informada através de uma ligação anônima que na localidade existia um ponto de comercialização de entorpecentes.

De acordo com a polícia, o proprietário da residência identificado por Baiano fugiu com a chegada dos policiais. Segundo informações, durante a fuga o suspeito abandonou os entorpecentes no local. A polícia ainda localizou na casa um caderno com as anotações do tráfico.

Os entorpecentes foram recolhidos e encaminhados à Delegacia Local para serem tomadas as devidas providências. O suspeito não foi preso e permanece foragido.

Preso em flagrante.

Ainda em Alagoa Grande, desta vez na Rua Desembargador Moacir N. Montenegro, por volta das 17h00 desta segunda-feira (13), um jovem de 19 anos foi preso em flagrante acusado de roubar um ventilador de sua própria tia. O rapaz também é acusado de danificar eletrodomésticos da residência de um homem. O acusado foi localizado e preso com o aparelho furtado, em seguida foi encaminhado para a Delegacia Local.

O nome do jovem não foi revelado pela polícia, a corporação alega que, “Por Questões éticas, morais, legais e profissionais, a Polícia Militar; como defensora dos Direitos Humanos e Garantias Individuais do Cidadão, faz cumprir o que determina o Artigo 5º, inc. X da Constituição Federal de 88, o qual versa que: X – São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”, descreve 4° BPM.

Blog do Galdino