Bancada governista se divide e arquiva proposta da vereadora Jussara na Câmara de Guarabira

Os vereadores de Guarabira decidiram arquivar o Projeto de Decreto Legislativo (PDL), nº 02/2021, elaborado pela vereadora Jussara Maria (PSDB). A parlamentar pedia o retorno das aulas presenciais nas instituições pública no ensino fundamental, ensino infantil e séries iniciais. O documento foi analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que emitiu um parecer contrário à proposta da vereadora.

A CCJ é presidida pelo o vereador Saulo de Biu, que acabou designando Tiago do Mutirão para a relatoria da proposta. Tiago é líder do PSDB na Casa Osório de Aquino, mesmo partido de Jussara.

Durante a votação que aprovou o parecer da CCJ, a bancada governista ficou dividida. O bloco é formado por seis [06] parlamentares, contudo, apenas cinco [05] vereadores votaram. Jussara Maria, Júnior Ferreira e Isaura Barbosa defenderam o Projeto de Decreto Legislativo e se posicionaram contra o relatório da Comissão de Constituição e Justiça.

Enquanto isso, Tiago do Mutirão e Raimundo Macedo ficaram contra a proposta da vereadora Jussara Maria e votaram favorável ao parecer da CCJ. Wilson Filho, atual presidente da Câmara e membro do bloco, não votou, o parlamentar só votaria se houvesse um empate técnico, o que não aconteceu.

Ficou claro que não houve um consenso dentro do bloco, não existiu uma articulação entorno da proposta. Porém, o discurso adotado pela maioria dos parlamentares ficou entorno do atual cenário provocado pela pandemia. Segundo a minoria, àqueles que defenderam a proposta, é possível ocorrer o retorno das atividades e citaram as escolas particulares de Guarabira como exemplo para o reinício das aulas na rede pública.

Votação

O parecer da CCJ contou com os votos de Tiago do Mutirão, Raimundo Macedo, Josa da Padaria, Renato Meireles, Zé do Empenho, Gerson do Gesso, Marcelo Bandeira e Saulo de Biu. Foram contrário ao relatório os vereadores Júnior Ferreira, Jussara Maria, Isaura Barbosa, Ramon Menezes, Nal do São José e Rosane Emídio.

Blog do Galdino