Juíza concede liminar e suspende pesquisa da ADVISE em Cuitegi

A pesquisa da ADVISE mostra um favorecimento para o candidato a prefeito Chico Mala (Cidadania).

A juíza eleitoral da 11ª Zona, Alessandra Varandas Madruga de Oliveira Lima, concedeu nesta segunda-feira (09) uma liminar suspendendo uma pesquisa eleitoral realizada pela empresa ADVISE em Cuitegi. O levantamento foi realizado nos dias 30 e 31 de outubro, como também a segunda pesquisa realizada no dia 09 de novembro. Na limar a juíza entendeu que houve indícios de irregularidade nos dois levantamentos da ADVISE.

A magistrada determinou a suspensão dos resultados, acatando o pedido de tutela de urgência apresentada pela Coligação Trabalho e Honestidade, do candidato a prefeito Geraldo Serafim (PSDB). A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número PB-09282/2020 e divulgada no Portal Independente, responsável por contratar o levantamento.

Conforme a denúncia, não há registro da ADVISE CONSULTORIA no site do Conselho Regional de Estatísticas, o que impede a empresa de realizar pesquisas na Paraíba. Segundo a decisão da magistrada, em caso de descumprimento a ADVISE poderá pagar uma multa no valor de R$ 10 mil, com base no artigo 537 do Código de Processo Civil.

“Diante do exposto, DEFIRO, liminarmente, o pedido de tutela de urgência e DETERMINO a suspensão da divulgação dos resultados da pesquisa eleitoral nº PB- 09282/2020 pelo Representado ADVISE CONSULTORIA E PLANEJAMENTO EIRELI, (nome fantasia ADVISE), nos termos do artigo 16, §1º, da Resolução TSE nº 23.600/2019, sob pena de multa no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), com base no artigo 537 do Código de Processo Civil”, descreveu.

Clique aqui e veja decisão da magistrada.

Blog do Galdino