Líder admite debandada de partidos do Governo

Líder do PMDB no Senado, Raimundo Lira admitiu a possibilidade de haver uma debandada de partidos da bancada do presidente Michel Temer. “Ainda não houve, mas é possível que haja”, disse Lira, nesta sexta-feira (07), durante audiência pública em João Pessoa.
Ele evitou comentar a declaração do senador Cássio Cunha Lima, de que o Governo Temer “caiu” e não deve durar mais do que 15 dias.
“Vamos aguardar os acontecimentos. A política do Brasil sempre foi dinâmica e agora ainda mais”, pontuou.
Ao ser questionado sobre as eleições 2018, Lira afirmou que seu desejo é disputar uma vaga no Senado. Ele destacou aliança firmada com o governador Ricardo Coutinho. “Minha preferência é que o PMDB faça aliança com o governador. É por isso que vou lutar”, afirmou.
Sobre o candidato do grupo para o Governo do Estado em 2018, Lira afirmou que essa escolha caberá a Ricardo Coutinho.

 Mais PB