Marcos de Enoque quer vice-presidência da Câmara de Guarabira

A crise se instala na base governista de Guarabira após o posicionamento do vereador Ricardo Idimarques (Marcos de Enoque – PSDB) na tribuna cobrando o retorno do vereador licenciado Raimundo Macedo (PSDB) para ocupar a função de vice-presidente da Câmara a partir de janeiro. Atualmente, Raimundo é o secretário de Educação do Município.

Durante o discurso, Marcos se lançou candidato à vice-presidente caso Raimundo Macedo não retorne a Câmara. Na avaliação de Marcos, Raimundo tem por obrigação assumir a vice-presidência por, pelo menos seis meses, e entende se isso não ocorrer torna-se uma vacância da mesa diretora.

“Quero aqui informar que, se o secretário de Educação do município, meu amigo Raimundo Macedo não reassumir sua vaga de vereador e assumir o cargo de vice-presidente da Câmara Municipal a partir do próximo ano, estou me candidatando a vacância da mesa diretora da Casa Osório de Aquino, inclusive pedindo o voto dos 14 integrantes deste parlamento”, declarou Marcos de Enoque.

Vale lembrar que outro vereador licenciado da base governista também é membro da mesa, trata-se do atual secretário de Administração e Recursos Humanos, Júnior Ferreira (PSDB).

Raimundo declarou em uma emissora de Rádio que o cargo de vice-presidente não estará vago, e nem pode ser objeto de eleição. Afirmou ainda que a mesa diretora é composta por um colegiado. O atual secretário de Educação chegou a citar o Regimento Interno da Casa, dizendo que nele não há referências a eleição para a vice-presidência da Câmara, caso o titular do cargo esteja ocupando secretaria.

Blog do Galdino com Fato a Fato