Marcus Diôgo veta PL de Marcelo Bandeira, parlamentar pretende contar com vereadores para derrubar veto do executivo

O Projeto de Lei 57/2019 que impede o ingresso de pessoas condenadas na “Lei Maria da Pena” no serviço público de Guarabira, foi vetado pelo prefeito em exercício, Marcus Diôgo (PSDB), no último dia 04 de julho. O PL foi apresentado pelo presidente da Câmara, vereador Marcelo Bandeira (PSB), sendo aprovado pelos parlamentares no dia 06 de junho, decorrente ano.

O PL prevê que pessoas condenadas na Lei Maria da Penha fossem impedidas de exercerem serviços públicos ou nomeação para cargos comissionados, além da proibição para a realização de concurso público e até participação em licitação no âmbito da Prefeitura de Guarabira.

Marcus também vetou outro Projeto de Lei do parlamentar, que estabelece um prazo de 20 dias para a Prefeitura responder aos requerimentos aprovados pela Câmara.

Contato

A editoria do Blog do Galdino manteve contato com o vereador e presidente da Câmara, Marcelo Bandeira (PSB). O parlamentar revelou que espera contar com o apoio dos vereadores para derrubar o veto do prefeito em exercício Marcus Diôgo (PSDB). Marcelo fez referência a um PL do deputado Raniery Paulino (MDB) similar ao seu, sancionado pelo governador.

“Espero contar com o apoio dos vereadores para derrubar o veto. O governador João sancionou uma lei de Raniery similar a minha”, disse Marcelo.

A assessoria do parlamentar criou um banner sobre a decisão do prefeito em vetar o Projeto de Lei. Confira abaixo.

Blog do Galdino