Moradores recolhem oito corpos em comunidade do RJ após operação da PM

Moradores do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, retiraram pelo menos oito corpos de um manguezal no bairro de Itaúna na manhã desta segunda-feira (22). O fim de semana foi de tiroteios entre a Polícia Militar e traficantes. Um PM também morreu.

“Estes confrontos foram intensos, foram na área de mangue, é uma área de difícil trânsito. Logicamente estamos falando de um momento em que marginais estavam no interior da mata fechada”, destacou o porta-voz da PM, tenente-coronel Ivan Blaz, em entrevista ao Bom Dia Rio.

Na madrugada de sábado (20), um PM foi baleado durante patrulhamento e morreu no hospital. No domingo (21), uma idosa foi atingida no braço.

“Moradores afirmaram que foi uma chacina. “Os corpos estão todos jogados no mangue, com sinais de tortura. As pessoas, uma jogada por cima da outra. Estava com sinal totalmente de chacina mesmo”, relatou um.

Blaz explicou que criminosos do Salgueiro tomaram colégios para servir de abrigo.

“A gente já tinha tido inúmeras denúncias de marginais fazendo uso de vestiários, de escolas públicas, ali na região, para transformar em base do tráfico”, afirmou o porta-voz.

“Também tivemos a apreensão de muitos materiais utilizados em combate. Então você tem ali cinto de guarnição, coletes, pistolas, munição”, enumerou Blaz.

“Um sargento foi morto, como vocês relataram, e logo depois desse ataque que vitimou o sargento Leandro, nós tivemos a intervenção de homens do Bope ali na área”, emendou o porta-voz.

“O Bope, segundo estas informações, podemos deduzir que “houve inúmeros feridos neste confronto entre policiais e marginais nesta área de mata fechada. Logicamente, em se tratando de um momento de instabilidade, não foi possível fazer esta varredura. Agora, ao longo do dia, podemos ter este trabalho já com a perícia, uma vez que o caso já foi registrado na Polícia Civil”, continuou.

Fonte: G1