MPPB recomenda proibição de fogueiras e queima de fogos em Alagoinha

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Justiça Cumulativa de Alagoa Grande, recomendou a Prefeitura de Alagoinha à proibição do acendimento das fogueiras e a queima de fogos de artifícios no território municipal. O documento foi enviado a Prefeitura nesta segunda-feira (08).

A recomendação foi assinada pelo 2º Promotor de Justiça, Drº. João Benjamim Delgado Neto. O pedido do MPPB é baseado na possibilidade das pessoas formarem aglomerações em volta das fogueiras.

De acordo com o MP, a fumaça produzida pelas fogueiras causará poluição e agravará o quadro respiratório de pacientes infectados pelo, o novo coronavírus. O órgão fez um alerta caso não haja o cumprimento da recomendação, afirmando que as administrações sofrerão medidas judiciais. Clique aqui e veja recomendação. 

Pandemia em Alagoinha

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atualizou os dados epidemiológicos na noite de ontem (08). O município saltou para 205 o número total de casos confirmados, contudo, restam 126 pessoas infectadas, o que representa 61,46% dos casos. A SMS também confirmou o primeiro óbito em decorrência da doença, que corresponde a 0,49%. De acordo com os dados, 78 pacientes estão curados da doença, uma estimativa de 38,05% das pessoas recuperadas.

Blog do Galdino