RÁDIO: “Foi eleito fruto de uma eleição comprada”; dispara Nilvan sobre João Azevêdo em Guarabira

O ex-candidato a prefeito de João Pessoa nas eleições de 2020, o radialista Nilvan Ferreira (PTB), concedeu entrevista nesta terça-feira (06) ao programa Paraíba Agora, da Rádio Constelação FM. O comunicador se manteve no palanque popular, inclusive, criticando ás práticas enraizadas pelo governo continuado do PSB e Cidadania na Paraíba. Conforme Nilvan, João Azevêdo foi eleito governador da Paraíba com o dinheiro desviado da saúde pública.

“Esse governador que hoje está na cadeira de governador, ele foi eleito fruto de uma eleição comprada com dinheiro da saúde. Essa eleição de 2018 tá manchada de sangue”, disparou Nilvan Ferreira.

Nilvan concedeu entrevista aos radialistas Pedro Júnior e Raelson Galdino. Diversos ouvintes participaram por telefone e mensagens de áudios através do WhassApp. O Paraíba Agora é terceirizado e ocupa o horário das 17h ás 18h, de segunda à sexta-feira na Rádio Constelação FM.

Nilvan defendeu os policiais e bombeiros militares da Paraíba, segundo o petebista, é a categoria mais injustiçada pelo governo continuado de João Azevêdo. O comunicador comentou sobre a desvalorização, citando a falta de compromisso do estado com a “bolsa desempenho”, programa que gera benefícios (extra) para os militares paraibano.

“O governo se nega até hoje, foi até às últimas instâncias, desobedecendo a bolsa desempenho. Eu acho que o próximo governador desse estado tem que ter um compromisso com a polícia: é devolver o direito da bolsa desempenho para polícia militar”, revelou Nilvan.

Atual presidente estadual do PTB, Nilvan revelou que fará uma peregrinação pelo o estado e buscará identificar o perfil dos representantes da sigla nos municípios paraibano. Nilvan deixou claro que não irá tolerar que os presidentes do seu partido nos municípios ocupem cargos no Governo da Paraíba.

“Não irei permitir que qualquer presidente municipal do PTB ocupe cargo no atual governo da Paraíba. Está proibido assumir qualquer função, tenho liberdade para decidir como o partido se comportará diante desse governo corrupto”, destacou Nilvan.

Nilvan garantiu que o governador João Azevêdo se envolveu no esquema que desviou recursos da saúde paraibana. Conforme Nilvan, o processo que investiga o chefe do executivo paraibano corre em segredo de justiça, segundo Nilvan, existe um foro privilegiado beneficiando o atual governador.

“Livânia citou João Azevêdo na delação. Ricardo Coutinho havia autorizado um repasse de R$ 140 mil para João, na época pré-candidato ao governo. Esse processo corre em segredo de justiça, porque João Azevêdo tem o foro privilegiado por ocupar o cargo de governador”, revelou Nilvan.

Sobre ás eleições estaduais de 2022, Nilvan defendeu a união das oposições e revelou que os principais atores (políticos) do agrupamento estarão unidos no próximo ano. “A oposição é forte, ela vai se unir mais ainda. Os principais atores (líderes) do grupo de oposição estrão juntos”, destacou.

Nilvan obteve 163.030 votos no pleito de João Pessoa, um bom nome para preencher a chapa na função de candidato a vice-governador. Perguntado sobre essa possibilidade, Nilvan não garantiu, porém, se colocou à disposição do projeto eleitoral. O comunicador também avaliou o nome do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, para disputar o Governo Estadual.

“É interessante, não sou o candidato, tudo isso será discutido e avaliado pelo grupo. Sou um soldado da oposição e se coloco a disposição de todos. E Romero tem as credenciais importantes para ser o candidato do grupo. Encerrou seu mandato em Campina com uma ótima aprovação popular, conseguiu eleger no primeiro turno o seu sucessor, o prefeito Bruno Cunha Lima. É um bom nome”, argumentou Nilvan.

Clique aqui e assista à entrevista de Nilvan Ferreira no programa Paraíba Agora. 

Blog do Galdino