Roberto Paulino ameaça deixar MDB depois que Veneziano e Cássio tiveram contato

Uma aproximação de Veneziano Vital do Rêgo (MDB) como Cássio Cunha Lima (PSDB) colocou em risco a nomeação de Roberto Paulino (MDB) como Chefe do Governo de João Azevêdo (Cidadania). O presidente do MDB e o ex-senador do PSDB confirmaram que recentemente conversaram. Roberto Paulino encara com bastante preocupação essa aproximação e amaçou abandonar o partido caso ocorra um rompimento com o Cidadania.

“Se amanhã o partido decidir que deve romper (com João), eu vou até avaliar se devo sair ou não do MDB. Nossos companheiros na base na sua maioria querem essa aliança e Vené sabe disso”, declarou Roberto à Rádio Correio.

Roberto Paulino foi nomeado pelo governador João Azevêdo (Cidadania) no último dia 21 de julho. Essa é a primeira turbulência enfrentada pelo ex-governador após assumir o cargo.

O emedebista completou, oficialmente, nove [9] dias como secretário, ninguém garante, nem mesmo o próprio Roberto, de sua permanência no Governo, se porventura acontecesse uma união do PSDB com o MDB entorno de 2022.

Blog do Galdino