Suspeito e comparsa de assassinarem agricultor na Zona Rural de Alagoa Grande são presos

Um homem de 38 anos foi preso suspeito de assassinar um agricultor a pauladas. A prisão aconteceu na manhã desta quinta-feira (05) na Zona Rural de Alagoa Grande, Brejo paraibano. O suspeito foi preso durante a Operação Thanatus, efetuada por policiais civis do Núcleo de Homicídios e do Grupo Tático Especial da 8ª Delegacia Seccional de Guarabira. As investigações duraram quatro meses.

O acusado identificado por Antônio Silva do Nascimento, conhecido por Tonho Zoró, 38 anos de idade. Segundo as investigações, ele (preso) é suspeito de cometer um latrocínio (roubo seguido de morte), contra o agricultor Antônio de Souza Silva, conhecido por Tonho Novo, de 50 anos de idade. O crime aconteceu no dia 25 de abril de 2019, no Sítio Rapador, Zona Rural de Alagoa Grande.

De acordo com a Polícia, o acusado após assassinar o agricultor subtraiu a motocicleta e outros pertences da vítima. A Polícia conseguiu prender outro homem considerado comparsa, identificado por Adriano Bezerra de Oliveira, 42 anos de idade. Segundo a polícia, ele possui um desmanche de veículos em Sapé, Zona da Mata paraibana. A Polícia informou que Adriano ficou com os objetos roubados e conseguiu revender.

Adriano foi preso pela Polícia na tarde desta quarta-feira (04) em sua residência na cidade de Sapé. Os mandados de prisão contra os suspeitos foram expedidos pela comarca de Alagoa Grande. Segundo a Polícia, os presos confessaram a autoria dos crimes.

O principal suspeito do latrocínio, Tonho Zoró, é acusado de cometer roubos em localidades rurais de vários municípios. A dupla passará por uma audiência de custódia ainda nesta quinta-feira (05).

Blog do Galdino