Temer diz que não comprou silêncio de ninguém e não renunciará


O presidente Michel Temer (PMDB) se pronunciou na tarde desta quinta-feira (18) sobre as declarações dos donos da JBS, Joelyes e Wesley Batista, na gravação, Temer dar aval para pagamentos do empresário ao ex-deputado cassado, Eduardo Cunha (PMDB), para permanecer de boca fechada na cadeia.

Temer disse que decidiu se pronunciar agora, pelo motivo de não ter acesso ao teor da denúncia. Afirmando que nunca autorizou pagamentos a quem quer que seja. “Não comprei silêncio de ninguém”, declarou.

Sobre as investigações autorizadas pelo STF para investigar as denúncias em torno do seu nome, Temer disse que será o “território onde surgirão todas as explicações”, argumentou.

Temer finalizou o pronunciamento declarando que permanecerá governando o país, afirmando “Não renunciarei, sei o que fiz”, argumentou.